quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

SPFW

Gente fiz esse post a pedido de uma blogueira amiga  http://www.cotidianoebeleza.com/ , para que ela poste no blog dela. espero que gostem...
1 º dia

Animale se inspirou na Rússia e trouxe para a passarela do SPFW estampas elegantes. O veludo foi o principal tecido usado na confecção das peças, além das transparências. As roupas geralmente tinham cintura marcada e comprimento alongado. Preto, dourado e vermelho foram as cores que ganharam destaque .


Tufi Duek apostou em peças com toques futurísticos, usando tecidos metalizados, bordados com cortes geométricos. Para dar o tom de mundo moderno foram usados o prata, dourado e preto além do branco. O comprimento dos vestidos estava comportado, acima dos joelhos.



Cori montou sua coleção com temas relacionados à montaria, cavalos, haras, hipismo. O couro foi usado em vários tons principalmente o marrom, roupas com cortes ajustados davam sensualidade as modelos.


 Osklen parece estar preocupada com os temas ambientais seu desfile foi inspirado na conservação do meio ambiente. O camuflado tangram foi usado em várias peças, além de hot pants e agasalhos felpudos. Modelos também desfilaram roupas com capuzes remetendo a profetas que numa alusão anunciariam o fim do mundo se o mesmo não for preservado.


2º dia

Pedro Lourenço apresentou uma coleção inspirada nas paisagens da Patagônia e do deserto do Atacama. Para retratar esses belos cenários ele usou e abusou de estampas e degradês, com tons principalmente neutros misturados ao azul, roxo, preto e salmão. Quanto à modelagem o corte reto é indiscutivelmente o responsável pelo ar futurista do desfile. Quanto à calça bicolor foi a maior aposta do estilista.



 R.Rosner é famoso pelas roupas exuberantes e sofisticadas, a inspiração da vez foram as mariposas portanto a coleção denotava um clima noturno,romântico e sensual. Para demonstrar a proposta ele optou por transparências, rendas, muito brilho, bordados, drapeados, babados, volume, laços. As cores preto, azul, roxo, dourado, marrom e amarelo foram bem administradas em bodies, hot pants, calças de seda e vestidos longos e esvoaçantes.


 Alexandre Herchcovitch trouxe para o SPFW peças que remetem o entardecer, para isto usou cores como o vermelho bordô, mostarda, dourado e marrom. Os casacos tinham modelagens inovadoras sendo mais amplas. Couro, xadrez e renda foram os principais constituintes da coleção.


Iódice desfilou peças com referências rock n’ roll, uma coleção sexy marcada por fendas, transparências e brilho foi o que se notou. Tons metalizados, preto, branco e alguns tons de jóias decoraram coletes, casaquetos, saias evasês, vestidos de franjas, tops de um só ombro e macacões. O vinil e as estampas de cobra também aparecem com freqüência nas peças.



 Triton mostrou uma coleção bem diversificada com listras, estampas étnicas, peças colegiais, brilho e foi da alfaiataria até o estilo mais esportivo. Saias curtas e mullet com plissado denotaram todas essas tendências. As cores preto, branco, amarelo, verde e azul são quase unanimidade nas peças. O bordado em ondas e o Poá 3d foram as grandes novidades.


SPFW 3º dia

Reinaldo Lourenço  modelou sua coleção inspirando-se no gótico, com peças sofisticadas. Para conseguir o clima dark, sedas, couro, veludo foram tecidos essenciais na composição e para dar mais elegância às peças bordados e verniz artificial foram empregados sobre as roupas. Vestidos de capuz e alguns com faixas vazadas foram peças chave da coleção. As cores ficaram bem restritas ao preto, cinza e vermelho, apenas em algumas peças apareciam outras cores como o azul e verde.


Ellus usou muito couro para confeccionar suas peças que segundo os estilistas foram inspiradas no universo viking e heavy metal. A jaqueta perfecto (acompanha a silhueta do corpo) teve grande espaço na coleção.As cores principais fora preto, coral, vermelho e os tons terrosos. As golas de pêlo e os recortes de flores são os destaques do inverno da Ellus.


Mario Queiroz foi regado com sobreposições, com destaque para as saias por cima de calças. O veludo foi o tecido mais utilizado e dando requinte a ele bordados metalizados foram empregados. As cores transitam entre o roxo, preto, marrom, vermelho e cinza.



 Huis Clos levou para o desfile da SPFW roupas com detalhes que remetem a lingeries sejas pelas alças finas dos vestidos ou as rendas delicadas. Casacos amplos com volume nos ombros tiveram destaque, além de vestidos de veludo com manga princesa (bufantes). As cores verde-claro, areia e ouro e velho foram muito utilizadas. Macaquinhos de veludo e hot-pants deram sensualidade às peças.


Samuel Cirnansck montou sua coleção com peles e jóias, deixando o desfile muito sofisticado. Vestidos dourados nas modelos mulatas abrilhantaram a passarela, vestidos negros deram um ar gótico e o total white lembrava a delicadeza de cisnes. Vale ressaltar que foi feito um trabalho manual nos tecidos, eles foram desfiados para ficarem com aparência de pele de animais. Transparências e toques de leopardo em algumas peças deram o toque final.

SPFW 4º dia

Cavalera traz belas estampas misturando vários elementos para compor o clima da coleção, além de peças surtas com sobreposições. Os casacos femininos se mostram curtos e a maioria das peças contém transparências. O preto é predominante com alguns toques de azul, verde, vermelho e os marrons aparecem lembrando os faroestes.



Jefferson Kulig conseguiu mesclar em suas criações materiais pesados e leves, a estrutura da roupa geralmente era composta por um tecido leve e a mesma vinha adornada por aplicações de couro ou por flores e folhas metálicas. Ele explica isso com base na proposta de um campo ao meio da cidade o qual contém flores (leveza) e pedras (densas, pesadas).Na cartela de cores encontra-se o rosa, amarelo, verde, laranja, dourado, prata, vermelho e preto.

FH por Fause Haten  inspirou-se no Havaí portanto estampas tropicais com folhas e flores foram muito usadas.Vestidos bem leves foram apresentados com estolas ou casacos. Transparências foram bordadas com flores feitas com rolotê. As cores passeiam entre o roxo, verde, dourado e preto.


Juliana Jabour confeccionou sua coleção com base em temas indianos, as cores usadas para referenciar esse universo foram mostarda, amarelo, marrom, papaya, azul, magenta, cinza e preto. Vestidos curtos e batas usadas com calças de gancho largo e pernas justas foram os modelos mais usados para representar a coleção. As estampas de cavalo se destacaram e adicionaram beleza e sutil elegância às peças.


Colcci apresentou dessa vez uma coleção mais sofisticada, trazendo o couro e o tricô como tecidos principais. As modelagens ficaram por conta da saia lápis, saia plissada, camisas e shorts com tachas. Para colorir foram usados tons terrosos, verde militar, mostarda, vermelho, amarelo e laranja. Looks cropped top e hot pants marcaram presença no desfile.




SPFW-5º dia

Gloria Coelho aproveitou o comentado tema sobre o fim do mundo em 2012, e confeccionou uma coleção que remetia a vulcões. As transparências com cristais swarovski aplicados lembravam paisagens vulcânicas. O cetim, o veludo, o couro e o pêlo de vaca trabalhados nos tons de gelo, terra, bege, preto, cinza, rosa foram responsáveis pela beleza do desfile. O corte redondo, os babados e as hot pants foram pontos altos do desfile.


  Maria Bonita se inspirou nos índios e trabalhadores do norte do país para montar a coleção. As estampas eram formadas por paisagens de rios, e rendas construíam imagens de peixes. Na cartela de cores verde musgo, mostarda, marrom, off-white tinham destaque.


  Uma por Raquel Davidowicz continuou na sua vertente de sportwear, trazendo roupas confortáveis e com toques andrógenos. Destaque para o fato da marca ter escolhido para desfilar a coleção mulheres de várias idades desde garotas a elegantes senhoras. Os tecidos mais usados foram o couro falso amassado e a camurça. As cores bem invernais eram o preto, cinza, vinho e café.

 João Pimenta mostrou uma coleção gótica e há quem diga sombria, usando tecidos manchados e alguns detalhes couro de vaca e estampas de pele de cobra. Como de praxe não faltaram homens com saias e numa vertente não tão ousada calças no estilo bombacha e conjuntos de terno. Preto, marrom e toques de azul, verde, vermelho e amarelo deram cores à coleção.

Lino Villaventura confeccionou uma coleção de excessos no bom sentido é claro, vestidos mega volumosos feitos com tecidos nobres e bordados com lindas pedrarias chamaram a atenção. Transparências e capas deram o ar de realeza. A cartela de cores girava entre o preto, branco, dourado, beterraba e vermelho.




Bom é isso meus amores,espero que tenham gostado deixem sua opinião.
Bjoxx

7 comentários:

  1. arrasaram,eu amei!
    www.chatofbeauty.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde amiga, vim retribuir sua visitinha e adorei seu blog, já estou seguindo para ficar por dentro da moda, adorei!!!

    Bjs Val

    ResponderExcluir
  3. retribuindo a visita que vc fez aos sorteios e selos. Adorei seus posts, principalmente como vc escreve. Atualíssima! bj

    ResponderExcluir
  4. seguindo florzinha, parabens pelo blog.
    http://cutilart.blogspot.com/
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Para aquelas que como eu perdi vários flashs do SPFW, como eu, amei o post!

    Beijinhus,May


    baonilha.blogspot.com
    bemcasadodebaonilha.blogspot.com
    @baonilha

    ResponderExcluir
  6. Oi flor.
    Lindo o seu blog e o post também
    Já estou seguindo
    http://maosdemocas.blogspot.com

    ResponderExcluir